TAG

Transtornos de ansiedade generalizada

COMPARTILHE

Voltar

Já vimos em outro momento que os transtornos de ansiedade são transtornos que compartilham características de medo, ansiedade e perturbações excessivas. Já os ‘transtornos de ansiedade generalizada’, ou TAG, como comumente chamados, são definidos pelo Dr. David A. Clark como sendo estados persistentes de ansiedade generalizada envolvendo preocupação crônica, excessiva e invasiva que é acompanhada por sintomas físicos ou mentais de ansiedade que causa sofrimento significativo ou prejuízo no funcionamento diário.

Dessa forma, os sintomas dos transtornos de ansiedade generalizada se assemelham muito com os sintomas de outros transtornos mentais, como os do transtorno de pânico e depressão. Esse fato, em muitos casos, dificulta o diagnóstico.

Muitos estudos buscando a causa da doença já foram feitos, mas ainda não existe um consenso no meio clinico e acadêmico. Sabe-se que são mais propensas a desenvolverem a doença pessoas que apresentaram um maior nível de medo na infância e/ou cresceram em ambientes conturbados.

Os sintomas são muitos e se diferem entre os casos de TAG. Eles podem se manifestar ainda no final da adolescência.  Os mais comuns no indivíduo portador da doença são isolamento, preocupação excessiva, irritabilidade, perturbação do sono, tensão muscular, entre outros como dificuldades de concentração e lapsos de memória. Os autores do livro ‘Transtornos de Ansiedade - Luiz Alberto B. Hetem e Frederico Guilherme Graeff - ainda acrescentam que geralmente são relatados ‘pressentimentos ruins’ relacionados a questões de sua vida rotineira.

Na maioria das vezes o tratamento é feito através de substâncias farmacológicas, como antidepressivos, por pelo menos um ano. Outros tipos de tratamentos, como a psicoeducação, a terapia cognitiva e a terapia cognitiva comportamental, são bastantes ligadas ao tratamento medicamentoso a fim de reduzir a taxa de rejeição do paciente.

9 técnicas para serem usadas no tratamento de TAG

  • Normalize suas preocupações
  • Corrija crenças e interpretações sobre questões
  • Reduza a confiança em estratégias de controle
  • Promova respostas e soluções adaptativas
  • Melhore a confiança na capacidade de solucionar problemas
  • Intensifique o senso de segurança e a autoconfiança para lidar com desafios futuros
  • Aceite riscos
  • Tolere resultados incertos de situações e eventos futuros
  • Aumente à tolerância à emoção negativa

 

Um paciente diagnosticado com transtorno de ansiedade tem a sua carga de ansiedade expressivamente elevada e preocupante. É muito importante que pessoas que se identifiquem com as características descritas nesse artigo busque um diagnóstico e um acompanhamento médico.

Publicado: 04/05/2017


AnteriorPróximo