Pílula anticoncepcional

Mitos e verdades

COMPARTILHE

Voltar

No Blog Sua Saúde, vimos que existem diversos tipos de métodos anticonceptivos e que os mais comuns são os de barreira e medicamentosos.

Um dos métodos mais usados pelas mulheres brasileiras, as pílulas, promovem regularização do ciclo menstrual, diminuem a cólica e os sintomas da TPM, melhoram a beleza da pele e cabelos, diminuem o risco de câncer de ovário e endométrio e permitem o retorno da fertilidade rapidamente.

Apesar de muito difundido, existem diversas dúvidas que cercam esse assunto. Veja abaixo alguns mitos e verdades sobre as pílulas anticoncepcionais:

- A pílula anticoncepcional engorda.

Não, isso é um MITO. Ao contrário do que se imagina, as pílulas não podem engordar pois não possuem calorias. O que pode acontecer é que, em alguns casos, alguns medicamentos provocam uma leve retenção de liquido. Hábitos saudáveis e uma alimentação equilibrada pode contribuir para diminuição desse excesso.

- A pílula é indicada para todas as mulheres.

Não, esse é outro mito que se criou envolta desse tema. Como todo medicamento, o uso da pílula não é indicado para mulheres com incidência de alguns tipos de canceres em parentes de primeiro grau, em mulheres fumantes ou com algum risco de trombose.

- A pílula anticoncepcional causa alterações na libido.

Verdade. Por ser um medicamento com base hormonal, algumas mulheres podem ser afetadas sentindo uma leve diminuição no desejo sexual. Além disso, pode ocorre algumas outras alterações fisiológicas e comportamentais.

- Quem toma a pílula de uso contínuo não menstrua nunca.

Mito. De tempos em tempo, geralmente algo em torno de 3 meses, pode ocorrer o chamado spotting, ou sangramento de escape, como é popularmente conhecido.

- Existe algum risco de infertilidade para mulheres que tomaram a pílula por mais de 15 anos

Mito. Atualmente não existe nenhum relato de que o uso de anticoncepcionais pode interferir na fertilidade da mulher. Um só dia sem o uso do medicamento pode fazer com que a mulher volte a ter chances consideráveis de gestação.

- Enjoo e mal-estar pode estar relacionado ao uso da pílula.

Verdade.  Em algumas mulheres, o uso do medicamento pode trazer algum desconforto. Normalmente recomenda-se o acompanhamento de um ginecologista para que ele possa indicar o anticoncepcional que mais se adapta o organismo.

Publicado: 22/06/2017


AnteriorPróximo