Orientações para uma vida saudável

Veja dicas

COMPARTILHE

Voltar

Atividade física

As atividades físicas atuam como agentes de promoção da saúde e na melhora da qualidade de vida. Vamos começar? Siga esses passos:

Primeiro passo: Motivação

Seus familiares têm um papel tão importante quanto o tratamento médico. Peça ajuda para dar início às atividades físicas.

Antes do segundo passo, consulte as recomendações de um médico para que ele avalie sua condição clínica e o (a) libere para a atividade física.

Segundo Passo: O que praticar?

Estudos comprovam que as atividades físicas aeróbicas atingem os principais neurotransmissores envolvidos no humor e na ansiedade. Esses exercícios são aqueles que se referem ao uso de oxigênio no processo de geração de energia dos músculos. Caminhar, correr, pedalar, nadar ou fazer hidroginástica pode contribuir para a perda de peso, pois são exercícios que promovem grande gasto calórico e aceleram o metabolismo.

Escolha o exercício que mais te dá prazer, mas, para facilitar o início das atividades, uma boa sugestão é adotar a famosa caminhada e, conforme for se adaptando, inserir outras atividades na sua rotina.

 

Terceiro passo: Em qual intensidade?

Inicialmente, deve-se adotar uma rotina leve de exercícios. Dessa forma você não se sente mal ou fadigado. Tendo uma escala de zero a dez como um “termômetro do cansaço”, você não deve exceder o nível cinco.

De forma gradual e confortável, respeitando seu limite físico, aumente a intensidade gradativamente até que ela chegue a um nível moderado.

 

Quarto passo: Em quanto tempo:

O ideal é exercitar de cinco a seis vezes por semana, tendo no mínimo três inserções semanais de 30 a 60 minutos, dependendo do nível de condicionamento físico. Converse com um médico ou profissional de educação física para definir a melhor estratégia no seu caso.

 

Alimentação:

O controle da alimentação deve ser feito desde o início do tratamento, principalmente nos seis meses iniciais, quando pode ocorrer o ganho de peso. Pequenas mudanças na rotina alimentar e na escolha dos alimentos ajudarão você na redução e estabilização do peso ao longo do tempo.

Sua família deve estar envolvida nesse processo. Ela tem um papel importante na mudança dos hábitos alimentares. Desde a compra até o preparo de alimentos, todos podem colaborar com esses cuidados e se beneficiar deles.

Publicado: 03/07/2017


AnteriorPróximo