Transtorno Depressivo - Entenda sobre a doença.

Depressão - um dos problemas mais comuns e incapacitantes do mundo

COMPARTILHE

Voltar

Transtorno Depressivo Maior

Depressão nervosa, transtorno depressivo ou depressão, como conhecida popularmente, é um dos problemas mais comuns e incapacitantes do mundo. Cerca de 350 milhões de pessoas no mundo sofrem deste mal. No geral ela causa o distúrbio do humor e leva a constante sensação de tristeza e desinteresse. Ainda existem outros sintomas, veja alguns:

- Irritabilidade;

- Ansiedade;

- Angustia;

- Desanimo;

- Cansaço fácil;

- Necessidade de maior esforço para fazer coisas que se fazia com facilidade;

- Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer;

- Desinteresse;

- Falta de motivação;

- Apatia;

- Sentimento de medo;

- Insegurança;

- Desesperança;

- Desespero;

- Desamparo;

- Sensação de vazio;

- Pessimismo;

- Ideias de culpa;

- Ideias de fracasso;

- Raciocínio lento;

- Desejo de morte;

- Diminuição da libido;

- Perda ou aumento do apetite;

- Tensão e dores no corpo.

A depressão, grosso modo, está relacionada aos neurotransmissores responsáveis por transmitir impulsos nervosos no cérebro. Para diagnosticá-la não é preciso exames laboratoriais, mas geralmente são feitos para afastar outras doenças clínicas com sintomas semelhantes. O tratamento chega a durar meses ou anos e é aplicado por um médico, em geral um psiquiatra formado. Medicamentos ajudam e agem sobre o desequilibrio de neurotransmissores.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, depressão é uma doença e precisa ser tratada com muita atenção por um médico. Ainda existe muito preconceito em torno desse tema e isso atrasa a procura do paciente por tratamento, que pode englobar a medicação, a psicoterapia, atividades físicas etc.

Pessoas que se identificam com os sintomas descritos anteriormente são aconselhadas à procurarem um especialista com urgência. Se diagnosticada no início a doença pode ser tratada com mais facilidade, mas quando não, ela pode levar à morte, por suicídio, desnutrição, entre outras causas.

 

 

 

 

Publicado: 23/09/2016


AnteriorPróximo